Tatuí - SP

LANÇAMENTO

Hostilidade ou Hospitalidade?
Como devemos tratar
Estrangeiros, Migrantes e
Refugiados segundo
o Antigo Testamento.
REFUGIADOS: UM DRAMA HUMANITÁRIO
O drama dos refugiados que buscam abrigo aqui no Brasil, especialmente os venezuelanos, exige uma resposta não apenas do Governo brasileiro, mas de todos nós.

O sofrimento desses estrangeiros se deve, em grande parte, aos atos de hostilidade praticados pelo poder público e pela sociedade em geral.

Esses refugiados nos causam medo, suspeitas, estranheza e uma série de sentimentos que atrapalham nossa prática de acolhê-los com hospitalidade.
Image by Sammy-Williams from Pixabay
Image by Sammy-Williams from Pixabay

A hospitalidade é, portanto, marca essencial da vida cristã, e não se aplica apenas ao refugiado e ao imigrante, mas a todas as pessoas ao nosso redor, independentemente de quem seja. Hospitalidade é abrir o coração para a empatia, para a compaixão, para ouvir, entender e servir ao semelhante, seja ele quem for.

- Ricardo Quadros Gouvêa
Image by Sammy-Williams from Pixabay
Image by kalhh from Pixabay
SOMOS TODOS RESPONSÁVEIS
Pessoas cristãs e leitoras da Bíblia que somos, temos o dever de contribuir para a solução desse drama humanitário.

E como podemos dar nossa contribuição?

Precisamos buscar orientação na Palavra de Deus para que nossas ações diaconais de hospitalidade sejam pautadas no exemplo do próprio Deus.
CONTEÚDO DO LIVRO
INTRODUÇÃO
Apresentação da situação dos refugiados no Brasil.
CAPÍTULO I
A Hostilidade aos Estrangeiros no Antigo Testamento
CAPÍTULO II
Abrão, o estrangeiro
CAPÍTULO III
Sarai maltrata Hagar, a egípcia
CAPÍTULO IV
Ló, estrangeiro em Sodoma
CAPÍTULO V
Um levita, uma concubina, uma infâmia
CAPÍTULO VI
Capítulo VI - Alma de Estrangeiro
CAPÍTULO VII
A Hospitalidade aos Estrangeiros no Antigo Testamento
CAPÍTULO VIII
Ló recebe dois anjos
CAPÍTULO IX
O Levita acolhido em Gibeá
CAPÍTULO X
Outras experiências de Hospitalidade
CONCLUSÃO
O serviço diaconal como meio da prática da hospitalidade
EXPERIMENTE
Capítulo VI - Alma de Estrangeiro

A hostilidade a estrangeiros que apresentamos nos exemplos de Abrão e Sarai indo para o Egito; de Sara maltratando Hagar, a egípcia; de Ló enfrentando os malfeitores de Sodoma e do levita e sua concubina diante da crueldade dos perversos gibeonitas, não passa despercebida pelos autores do Antigo Testamento.
- José Roberto Cristofani



AUTOR
JOSÉ ROBERTO CRISTOFANI

Pastor e Professor de
Antigo Testamento

saiba mais
CONTRA A HOSTILIDADE
O verdadeiro drama ao se criar muros e cercas em torno das fronteiras visíveis, na verdade, é que se erguem muros e cercas invisíveis dentro das pessoas, pois, à construção de muros de separação e impedimento nas fronteiras externas dos países, corresponde a edificação de barreiras internas em nós. Aquelas, feitas de tijolos, cimento e arame farpado. Estas, constituídas de medo, ódio, insegurança, ignorância, hostilidade e por aí vai.
APENAS R$ 9,90
ADQUIRA JÁ

QUER GANHAR 50% DE DESCONTO?

PARTICIPE DO MEU GRUPO EXCLUSIVO NO FACEBOOK (Como ler a Bíblia) E GANHE ESSE SUPER DESCONTO!

É só se inscrever e solicitar o cupom de desconto!