Sexta, 14 Junho 2013 07:08

Palavra de Esperança - 07/07/2013

Escrito por

Palavra de Esperança com Reverendo Cristofani

Você já ouviu falar de “esperança missionária”? Não!? Então ouça essa palavra de Deus: "Ó Deus, de nossa salvação, esperança de todos os confins da terra." (Salmo 65.5). É isso mesmo, palavra de Deus para todos os povos, aos que estão próximos e aos que estão longe.

Nossa esperança no Deus de nossa salvação, muitas vezes, fica retida em nossos corações. Parece que a queremos somente para nós. Guardamos nossa esperança tão bem guardada que outras pessoas nem suspeitam que a temos.

Mas a esperança que depositamos no Senhor é missionária, ela deve ser proclamada pelos quatro cantos da terra. Deve ser anunciada aos quatro ventos, a todas as gentes e nações. O Deus da nossa salvação é o Senhor de toda a terra e Nele todos devem por sua esperança.

Nossa esperança é uma “esperança missionária”, é para outras pessoas também, pois o Senhor é a “esperança de todos os confins da terra”.

Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
Sexta, 14 Junho 2013 07:08

Palavra de Esperança - 28/07/2013

Escrito por

Palavra de Esperança com Reverendo Cristofani

Você sabia que há dois tipos de esperança? Não?! Pois é, a esperança dos justos e a esperança dos maus. Sabe qual é a diferença entre elas? Também não?! Então leia bem: A esperança dos justos resulta em alegria, mas a esperança dos injustos dá em nada. (Provérbios 10.28). A diferença entre as duas esperanças é o seu fim.

Entretanto, o resultado da esperança depende de quem a tem: se uma pessoa é justa, a consequência de sua esperança é alegria. Alegria por um presente feliz e um futuro na presença de Deus. Contudo, se uma pessoa é injusta, o fim de sua esperança dá em nada. Somente ilusão no presente e um futuro sem Deus.

Por isso, o fim da sua esperança depende só de você. A escolha é sua. Ou você escolhe ser justo, pela justificação em Cristo, ou se mantém injusto sem nenhum compromisso com Jesus. O que vai ser? Qual esperança você vai preferir? Reflita e faça sua escolha.

Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
Sexta, 14 Junho 2013 07:08

Palavra de Esperança - 16/06/2013

Escrito por

Palavra de Esperança com Reverendo Cristofani

O que tem afligido você? Dor física? Sofrimento emocional? Abatimento espiritual? Desgosto moral? Conflitos familiares? Esses não são os únicos, mas são os principais causadores de aflição.

Às vezes você não sente uma intensa ansiedade e não sabe exatamente o por quê? Não sente uma profunda tristeza que parece não ter motivo? Não sente uma grande preocupação sem razão aparente? Pare e reflita: Não será por causa de algum ou vários dos problemas acima?

Certamente que num estado de aflição ficamos meio que sem esperança. Parece que a fraca luz piscante no fim do túnel vai se apagar de uma vez. Porém, há uma palavra de Deus para você que está passando por um período de aflições. O Senhor afirma categoricamente: A esperança dos aflitos não se perderá para sempre. (Salmo 9.18). Por mais que o vale da sombra e da morte seja aflitivo, o Senhor nosso Deus irá conosco e nos preservará a esperança de libertação. Creia nisso!

Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
Sexta, 14 Junho 2013 07:08

Palavra de Esperança - 14/07/2013

Escrito por

Palavra de Esperança com Reverendo Cristofani

Alguém já prometeu alguma coisa a você? Se prometeu, criou esperança, não é mesmo?! E não tem nada pior do que uma promessa não cumprida. É ruim confiar numa palavra e ela não se concretizar.

Esperança e promessa são irmãs gêmeas! Elas andam de mãos dadas. Onde tem promessa, tem esperança. Não dá para separar uma da outra.

Disso o salmista já sabia ao dizer: Dá-me forças, conforme a tua promessa, para que eu viva; não me deixes envergonhado por causa da minha esperança. (Salmo 119.116). Deus promete vida em abundância e, como sua palavra, cria em nós essa esperança bendita.

O clamor que ecoa desse Salmo surge da convicção do salmista de que o Senhor não deixará que nossa esperança nos envergonhe. Ele nos dará forças, nos susterá em suas mãos e não permitirá que nossa esperança se desvaneça. Confie nisso!

Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
Sexta, 14 Junho 2013 07:08

Palavra de Esperança - 04/08/2013

Escrito por

Palavra de Esperança com Reverendo Cristofani

Dizem que a esperança é a última que morre! Mas há um tipo de esperança que morre ao nascer. É a esperança da pessoa má que ao morrer, a leva junto de si para o túmulo. Morre o perverso, morre com ele a sua esperança. Quando o perverso morre, a sua esperança morre com ele; a esperança dos maus dá em nada. (Provérbios 11.7).

Pior é que sua esperança dá em nada. Como pode ser? É que a esperança deve se estender para além da vida, ela deve permanecer depois da morte. Por isso, perguntamos: que esperança é essa que não dura mais que uma vida fugaz? E por isso respondemos: É a esperança sem Deus, esperança no nada, em si próprio, em seus projetos absolutamente humanos e nada mais. Sem Deus, a esperança dá em nada mesmo.

Pense um pouco sobre isso: A esperança dos maus dá em nada. Assim, não temos porque viver uma vida longe de Deus.

Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
Sexta, 14 Junho 2013 07:08

Palavra de Esperança - 23/06/2013

Escrito por

Palavra de Esperança com Reverendo Cristofani

A vida é um tesouro por si só. E muitas vezes a desperdiçamos com coisas de menor valor. Coisas que roubam o sentido precioso da vida.

Diante da inquietação diária de angariarmos o necessário para uma vida de conforto, muitas vezes, esquecemos daquilo que mais importa: o sentido da vida. Pois, as ocupações alucinantes do dia a dia, por vezes, nos fazem passar diante dela como meros espectadores.

A perspectiva que falta, vez o outra, é o que esperamos da vida. Qual o seu verdadeiro propósito. E vem a pergunta inevitável, como a do salmista: E agora, Senhor, o que posso esperar? E a conclusão a que ele chega é: A minha esperança está em ti. (Salmo 39.7).

Frente à falta de perspectiva que o cotidiano apresenta o que podemos esperar? Podemos esperar que o Senhor Deus nos acrescente o sentido último da existência para usufruirmos do maior tesouro que temos: viver o sentido da vida em sua plenitude.

Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
As Parábolas de Jesus
RECEBA ESTE E-BOOK GRÁTIS


Digite o seu nome e o seu email abaixo para receber este incrível e-book sobre as Parábolas de Jesus.