Quinta, 14 Novembro 2013 08:08

Palavra de Esperança - 01/06/2014

Escrito por

palavra-de-esperanca2

Esperança já! Esperança agora! Eis uma reinvindicação justa. Uma causa pela qual devemos lutar. Não há motivos para viver sem ela. Não faz nenhum sentido viver sem esperança. Por que adiar a busca por esperança? Por que deixar de procurá-la?

O presente momento conta e conta muito. Se adiarmos o encontro com a esperança, quando vamos tê-la por companheira? Ficaremos esperando a esperança? Parados, aqui, com cara de paisagem enquanto a vida passa por nós?

Esperança foi feita para ser experimentada no presente momento. Ela foi concebida para animar nosso dia a dia. Foi criada para embalar nossos sonhos. A esperança existe para revestir nossa vida com grandes expectativas, grandes realizações.

E não é uma esperança qualquer. É aquela que vem em boa companhia. Ela vem de mãos dadas com suas irmãs. São as trigêmeas que nos animam permanentemente. Pois, no presente, permanecem a fé, a esperança e o amor... (1 Coríntios 13.13). Encontrando uma delas, você encontra as três. E encontrando as três, você não vai querer deixá-las.

 Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
Quinta, 14 Novembro 2013 08:08

Palavra de Esperança - 02/03/2014

Escrito por

palavra-de-esperanca2

Você pode se sentir em paz! Em paz com Deus, o que é muito melhor. Pois, justificados por meio da fé em Jesus, há motivos de sobra para que nos gloriemos. Bela notícia essa, não é mesmo?! Paz com Deus! O que mais podemos desejar?

Num ato de pura graça, o Senhor nos possibilita o acesso que nos mantem conectados com Deus. Acesso por intermédio de Jesus a uma vida firmada na presença de Deus. E essa situação nos permite uma afirmação categórica que essa é a esperança da glória de Deus.

Mas não se iluda, se “...gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.” Também devemos esperar: “...não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações...” (Romanos 5.2-3). Paz com Deus não significa apenas a esperança bendita da glória de Deus, mas também lutas e tribulações no presente.

Vivemos essa constante tensão do “já e ainda não”, isto é, vivemos a esperança do “ainda não” – a glória de Deus, e do “já” – as tribulações que produzem perseverança na esperança do Reino vindouro que já está presente entre nós. Viva a paz de viver em Deus!

Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
Quinta, 14 Novembro 2013 08:08

Palavra de Esperança - 17/11/2013

Escrito por

Palavra de Esperança com Reverendo Cristofani

Alegria, felicidade e esperança! Quer coisa melhor?! O Novo Testamento começa com palavras de alegria, felicidade e esperança. Essa boa nova vem de uma citação que Pedro faz do Salmo 16.

Ao dar testemunho da morte e ressurreição de Cristo, o apóstolo faz referência a Davi na seguinte frase em Atos 2.26: Por isso o meu coração está feliz, e as minhas palavras são palavras de alegria, e como mortal viverei na esperança.

Dessa passagem bíblica irradia toda a felicidade de nós mortais. Viver a vida plena de esperança. Alegria indizível que vem do coração e se transforma em palavras de júbilo. Pois, mesmo para além da vida, há sublime esperança na ressurreição dos mortos.

Simples assim: Os que cremos no Senhor Jesus podemos viver a felicidade na esperança e a alegria da esperança. Quer certeza melhor?! Não a achará em outra pessoa, a não ser no Cristo de Deus.

Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
Quinta, 14 Novembro 2013 08:08

Palavra de Esperança - 23/03/2014

Escrito por

palavra-de-esperanca2

Esperança ecológica! Tá muito em moda falar de ecologia. Preservação do meio ambiente. Cuidado com o planeta. A Terra, casa de todos nós, precisa e merece todo o nosso cuidado, nossa consciência ecológica, nosso respeito e nossa missão.

Sim, missão, pois a Terra, infelizmente, está sob a escravidão do pecado. Não, ela não cometeu nenhuma falta contra o Criador. Fomos nós, com nosso desatino, que sujeitamos o planeta à servidão do pecado e suas misérias escravizadoras.

Sim, missão, pois a esperança do nosso mundo está posta na liberdade dos filhos de Deus. Penso em uma lógica simples, mas verdadeira: se nosso pecado sujeitou a criação a esse estado, então nossa salvação pode gerar a libertação da mesma.

É o que parece absolutamente claro quando lemos: “na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.” (Romanos 8.21).

Então, “irmãos à obra” na missão de levar a Boa Nova a todos os que, como nós, necessitam do perdão e da redenção de Deus.

Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
Quinta, 14 Novembro 2013 08:08

Palavra de Esperança - 08/12/2013

Escrito por

Palavra de Esperança com Reverendo Cristofani

Criança Esperança! Não é uma campanha não! É um anúncio para o Natal. Pois uma criança já nasceu, um filho nos foi dado. Estas são as palavras de Isaías (9.6) acerca da esperança do povo de Deus.

Sobre os ombros deste infante o Senhor, nosso Deus, deposita o governo do Reino. Não é um peso, certamente. Mas, sim a maneira do Redentor mostrar o seu rosto através da candura e de uma criança.

Esperança criança! A novidade alvissareira do Emanuel, Deus conosco, é que seu nome se multiplicará em qualidades de um grande e justo monarca: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade e príncipe da Paz. Um rei segundo o coração de Deus.

Criança que dá esperança! É inevitável não lembrar o menino na manjedoura. É o sinal mais claro e definitivo da Deus que irrompe na história humana e transforma o ordinário em divino. Um filho: esperança humana, esperança da humanidade.

Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
Quinta, 14 Novembro 2013 08:08

Palavra de Esperança - 27/04/2014

Escrito por

palavra-de-esperanca2

Alegria, alegria meu povo. Temos motivos de sobra para nos regozijarmos. As muitas bênçãos. O cuidado paternal de Deus Pai. A presença consoladora do Consolador. A companhia constante de Jesus. Muitos motivos para muita alegria.

Além do mais, gente querida, “alegrai-vos na esperança” (Romanos 12.12). Esse é um motivo mais que suficiente para nossa alegria. Nossa esperança é uma fonte constante de regozijo. Fonte de satisfação.

E porque a esperança é tão alvissareira? Tão promotora de contentamento? É porque a esperança só traz boas notícias. Ela é portadora das boas novas. Ela é uma reserva de promessas e prazer.

Vejam pessoas amadas de Deus. Vejam e sintam estas palavras: “regozijai-vos na esperança”. Num mundo carente de alegrias podemos testemunhar da esperança simplesmente nos alegrando. Podemos iluminar as trevas da tristeza com a luz de um sorriso.

Por isso, gente de Deus, como diz o Apóstolo, não me desgosta dizer sempre as mesmas coisas: Alegrai-vos no Senhor. E repito, alegrai-vos na esperança.

 Reverendo José Roberto Cristofani

Compartilhe
As Parábolas de Jesus
RECEBA ESTE E-BOOK GRÁTIS


Digite o seu nome e o seu email abaixo para receber este incrível e-book sobre as Parábolas de Jesus.