JR.Cristofani

JR.Cristofani

Doutor e Mestre em Teologia | Especialista em Educação e Novas Tecnologias.

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Sexta, 05 Dezembro 2014 15:12

Palavra do Advento - 2º Domingo

Tempo de Advento - Reverendo CristofaniAgora que nossa casa está pronta para nosso visitante ilustre é hora de fazer os convites. É o momento oportuno de anunciarmos que Ele vem. Somos, nesta semana, como João Batista. O arauto que prepara o caminho do Senhor. Aquele que vai adiante chamando pecadores.

É como diz o eco do profeta Isaías em Mateus: “Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas.” (Mateus 3.3). Neste tempo de Advento vamos anunciando que o Senhor vem para perdoar os pecados e restaurar vidas para o seu Reino.

Lembramos, ainda, que é o Cristo quem promove a fé em nossos corações. Fé como a de Abraão, o pai da fé. Aquela fé que nos torna aceitáveis perante o Pai, pois é perdoadora e redentora ao mesmo tempo. Uma fé cheia de esperança.

Nesta segunda semana do Advento somos anfitriões. E como tais cumpre-nos espalhar o convite para o encontro com o Messias prometido. Avisando e chamando todas as pessoas para que venham e participem deste maravilhoso encontro com o Senhor. Somos aqueles que carregam a bandeira do divino Evangelho de Jesus.

Compartilhe
Sexta, 28 Novembro 2014 15:12

Palavra do Advento - 1º Domingo

Tempo de Advento - Reverendo CristofaniVocê vai receber uma visita especial em sua casa. O que você faz? Você se prepara e prepara a sua casa para recebê-la. E sua hospitalidade lhe diz que você deve fazer o melhor para sua visita. Então você limpa a casa, a enfeita com flores, prepara os quitutes e aguarda a pessoa com grande expectativa.

Esse é o espírito do tempo de Advento. Tempo que antecede a chegada de alguém muito especial. Alguém há muito aguardado. E não vemos a hora de Ele chegar. Pessoa esta que chamamos de Messias, outros de Cristo Rei e ainda outros de Menino Jesus.

Advento! Vento leve que já podemos sentir em nosso rosto. É como o anúncio silencioso de um tempo bendito. Tempo que nos convida à reflexão e à preparação. Preparação para acolher aquele que é vindo. Aquele que foi prometido e deu sua palavra que voltaria.

E ao contrário do que possa parecer, não aguardamos o menino na manjedoura. Aguardamos, sim, o Jesus glorioso em sua vinda ao final dos tempos. Eis o significado do primeiro domingo do Advento. Por isso, preparemos nossa casa dizendo Maranata, ora vem Senhor Jesus.

Compartilhe
Terça, 04 Novembro 2014 15:14

Pedro no Evangelho de Mateus

Esta reflexão sobre o apóstolo Pedro no Evangelho de Mateus pode ser intitulada: Eu e meu amigo Pedro em dez estações em Mateus. Isso porque eu continuo a minha jornada pelo primeiro Evangelho. E nele vou descobrindo muitas coisas fascinantes.

Pedro em Mateus - Dr. Cristofani

Primeira estação: Disposição (Mateus 4.18-20)

Passeio por Mateus, o Evangelho, e chego à beira do Lago de Genesaré, o tal do Mar da Galileia. Aqui encontro dois irmãos, dois pescadores. Um deles de nome Simão. Simão tem como apelido Pedro. E ficamos de conversa por alguns minutos.

Compartilhe

Olhando pelo retrovisor

Já quase no final da viagem você olha pelo retrovisor. E o que você pode ver? Você pode ver o caminho pelo qual passou. Você pode contemplar o percurso que percorreu. Você pode ter, através do retrovisor, uma perspectiva do trajeto que o trouxe até este ponto no qual você se encontra.

Olhando Mateus pelo retrovisor - Mateus 20.18-20 - Dr. Cristofani

É assim que estou olhando o Evangelho de Mateus. Estou vendo o Evangelho através do seu retrovisor. A partir do seu ponto de chegada. Desde o seu final. Desde as palavras finais do Jesus ressurreto aos seus discípulos, segundo a versão de Mateus.

Tem mais lugar aqui no banco da frente. Você quer olhar o retrovisor do Evangelho comigo? É um convite sim. Seja bem vindo.

Compartilhe
Terça, 28 Outubro 2014 15:17

Tradução coloquial de Mateus 28.18-20

Tradução coloquial de Mateus 28.18-20

Agora é com vocês!

Ok! Está feito! É hora de ir. É o momento da despedida. Eu vou embora, chegou a minha hora. Meu trabalho está concluído. Já recebi toda a autoridade sobre céu e terra. E eis a minha última palavra para vocês, os onze que permaneceram comigo desde o início. Era apenas isso o que me faltava fazer para poder ir tranquilo. Este é meu último ato estando ainda presente entre vocês. Meu mandato final é: Ide!

Compartilhe

O Filho do Homem no Judaismo e CristianismoEste estudo “O Filho do Homem no Judaísmo e Cristianismo” amplia a nossa compreensão sobre este tema. Ele ultrapassa as abordagens que se limitam apenas ao seu estudo nos Evangelhos canônicos. Ele pergunta pela importância do uso da expressão fora do Novo Testamento (Daniel, 1 Enoch, IV Esdras), reconhecendo que o ponto de partida dos estudos neotestamentários sobre este tema deve voltar-se para a literatura do Antigo Testamento, em especial a tradição da literatura apocalíptica.

Dr. José Adriano Filho
Faculdade Unida

 

----------------------------------------------------------------------

Para fazer download gratuitamente click aqui

----------------------------------------------------------------------

Compartilhe
Quinta, 16 Outubro 2014 11:34

Fazer discípulos – Uma raridade!

fazer discipulos uma raridade - Dr. Cristofani

Em minha luta diária com o Evangelho de Mateus notei surpreso, como é rara a palavra “fazer discípulos” no Novo Testamento. Nunca havia atentado para esse fato.

Apesar de muito badalado nas igrejas, o verbo “fazer discípulos” (matheteúo) só ocorre quatro vezes no NT. Três das quais em Mateus e uma única vez em Atos dos Apóstolos. Vejamos:

Mateus 13.52 – Por isso todo escriba versado (matheteúo – que foi feito um / transformado em discípulo) no reino dos céus...

 

Mateus 27.57 – Veio um homem rico de Arimatéia, chamado José, que também era discípulo (matheteúo – que foi feito um / transformado em discípulo) de Jesus.

 

Compartilhe
Quarta, 15 Outubro 2014 13:27

Discipular é lapidar pedras brutas!

Caminho pelas vilas, ruelas e vielas do Evangelho de Mateus. Estou no fim da rua principal, sito em Mateus 28.18-20. Aqui é o fim do Evangelho, mas não o fim da linha. Olho todo o trajeto que fiz e percebo algo maravilhoso: Jesus e seus discípulos caminharam comigo. Ou eu com eles.

discipular-e-lapidar

Uma olhada atenta no mapa e percebo alguém presente lá no início dessa caminhada. É Pedro, o pescador. Às margens do Mar da Galileia sua lida segue normalmente. Limpar e remendar as redes. Dia comum de trabalho árduo. Mais um dia.

Compartilhe

quatro fundamentos crescimento equilibrado da igreja

O crescimento equilibrado da Igreja exige uma perspectiva não apenas missionária, mas um sólido programa de discipulado que resulte na integração das pessoas alcançadas pelo Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.

É imprescindível que a Igreja local estabeleça um plano de ação que contemple, a um só tempo, o crescimento das pessoas que já fazem parte da comunidade de fé, que fomente a comunhão no interior da mesma, e que prepare o povo de Deus para o serviço ao próximo dentro da sociedade em que vive.

Com base na perspectiva acima se pode estabelecer quatro fundamentos para sustentar e guiar a ação da Igreja.

Os quatro fundamentos são:

1. Ensino (didaskali,a - didaskalia)
2. Comunhão (koinwni,a - koinonia)
3. Proclamação (kh,rugma - kerigma)
4. Serviço (diakoni,a - diakonia)

Compartilhe
Sábado, 11 Outubro 2014 17:10

Tradução do Salmo 139

salmo 139 tradução - Dr Cristofani

1. Senhor tu me examinaste e me conheces.
2. Conheces quando me assento e quando me levanto,
    à distância conheces os meus pensamentos.
3. Esquadrinhas quando caminho quando me deito,
    estás atento a todos os meus passos.
4. Ainda a palavra não me chegou à boca,
    e tu, Senhor, já a conheces toda.
5. Tu me cercaste por trás e por diante,
    e sobre mim puseste tua mão espalmada.
6. É uma sabedoria profunda, maravilhosa demais para mim,
    é tão elevada, não a posso atingir.
7. Para onde poderia ocultar-me do teu Espírito?
    Para onde poderia fugir da tua face?
8. Se subir aos céus, lá estás;
    se faço minha cama no mais profundo abismo, lá estás também.
9. Se voar nas asas da aurora,
    e se for morar nos confins dos mares:
10. ainda lá me haverá de guiar a tua mão,
    e a tua destra me sustentará.
11. Se digo:
    as trevas com efeito me encobrirão,
    então as trevas serão luz ao redor de mim,
    e a noite resplandece como dia.
12.  até as próprias trevas não te serão escuras.
    as trevas e a luz são a mesma coisa.
13. Pois Formastes os meus rins,
    mantiveste-me abrigado no ventre da minha mãe.
14. Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso foi formado,
    as tuas obras são admiráveis, e a minha vida o sabe muito bem.
15. E os meus ossos não te foram encobertos quando no oculto fui formado,
    e entretecido nas profundezas da terra.
16. Os teus olhos me viram ainda em embrião,
    e no teu livro todas estas coisas foram escritas,
    cada uma delas escritas e modeladas,
    as quais iam sendo dia-a-dia modeladas.
17. Como são insondáveis para mim, Senhor, os teus pensamentos!
    E como é grande a soma deles!
18. Se contasse, excedem os grãos de areia:
    e se pudesse chegar ao fim, ainda estaria contigo.
19. Tomara, ó Deus, desce cabo do perverso;
    apartai-vos, pois, de mim, homens de sangue.
20. Eles se rebelam insidiosamente contra ti,
    e como teus inimigos falam malícia.
21. Não aborreço eu, Senhor, os que te aborrecem?
    e não abomino os que contra ti se levantam?
22. Aborreço-os com ódio consumado:
    para mim são inimigos de fato.
23. Examina-me, Senhor, e conhece meu coração,
    prova-me para saber os meus pensamentos;
24. vê se há em mim qualquer caminho que possa ser pernicioso,
    e guia me pelo caminho de longa duração.

Compartilhe
As Parábolas de Jesus
RECEBA ESTE E-BOOK GRÁTIS


Digite o seu nome e o seu email abaixo para receber este incrível e-book sobre as Parábolas de Jesus.