JR.Cristofani

JR.Cristofani

Doutor e Mestre em Teologia | Especialista em Educação e Novas Tecnologias.

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Domingo, 01 Fevereiro 2015 22:05

Apocalíptica Judaica

Apocalíptica judaica ou Apocalipsismo judaico foi um movimento dentro do judaísmo pós-exílico que se estendeu por todo o período do Segundo Templo, entre o retorno dos judeus do exílio babilônico (539 a.C.) até sua expulsão da Palestina por Adriano (135 d.C.). Destacadamente, durante a revolta dos Macabeus (167-164 a.C.), e depois durante a guerra judaica contra Roma (66-70 d.C.), tem-se o período de maior produção de obras marcadamente apocalípticas e outras que, apesar de não serem apocalípticas, têm muitos elementos e idéias que podem ser classificadas como pertencentes ao apocalipsismo judaico. Portanto, pode-se dizer que o fenômeno apocalíptico dentro do judaísmo ocupa quase três séculos.

Compartilhe

Introdução

O objetivo desta palestra é analisar os princípios hermenêuticos de Lutero e Calvino de maneira que possamos detectar o que há de similar e de peculiar em cada uma das abordagens por eles propostas.

Falamos em princípios hermenêuticos e não exegético, pois à época dos Reformadores não havia, ainda uma ciência exegética no sentido que conhecemos hoje.

Assim, dividiremos o tema em três passos:

Compartilhe

Ossos não são ossos. Não no sentido literal. Não no “Vale dos Ossos Secos” de Ezequiel 37. Ossos, nesse vale, servem como metáfora. Referem-se muito mais às “vidas secas” do que propriamente a ossos. Estão os ossos muito mais para Graciliano Ramos (Vidas Secas) do que para Jeffery Deaver (O Colecionador ou Coletor de Ossos). Em Jeffery os ossos são o que são. Em Ezequiel os ossos são uma metáfora que se aproxima de Graciliano.

vidas secas no vale da esperança - Dr. Cristofani

Na obra de Graciliano Ramos, o título “Vidas Secas” estabelece um contraste entre a possibilidade da abundância da “vida” e a falta dela causada pela “seca”. Vida que fenece castigada pela seca do sertão nordestino. Seca que obriga vidas a um exílio involuntário. Vidas que secam pela falta de chuva. Falta de chuva e de alimento e de perspectiva e de esperança.

Compartilhe

dicas-ler-salmos

Após assistir meu próprio vídeo com as "legendas automáticas" do YouTube, fiquei estarrecido com os absurdos que tais legendas colocaram em minha boca.

Por isso, fiz a transcrição do vídeo, o mais fiel possível, com erros e tudo mais, mas com o verdadeiro conteúdo da palestra.

Vídeo: http://youtu.be/HdKI1FJhF8Q

Transcrição: Click aqui para baixar a transcrição do vídeo

Compartilhe

Por nos ser dada a graça honra deste momento, singular na vida de um Ministro do Evangelho, único tanto para o ordenado do dia, como para o que vos fala, por essa oportunidade somos gratos a Deus que nos vocacionou e ao Presbitério que nos autorizou como Pastores do rebanho de Cristo e ora concede-nos a palavra.

Nossa parênese oscila entre o imperativo e o indicativo do chamado para a vida pastoral. O imperativo Divino que nos obriga e o indicativo humano que nos motiva. Este a nos encorajar, aquele a nos exortar.

Compartilhe
Terça, 30 Dezembro 2014 12:05

Certezas para 2015

Certezas para 2015 - Reverendo Cristofani

Para o ano de 2015 aponto quatro certezas que acompanham todos os planos para o ano novo desde que o mundo é mundo. Vou usar para esta reflexão a sabedoria de Tiago, irmão do Senhor. Ouçamo-lo.

Agora, prestem atenção vocês de que falam o seguinte: Hoje e amanhã, iremos para a cidade tal e lá passaremos 2015 e faremos negócios e teremos muito lucro. (Tiago 4.13).

Nada mais justo do que planejar bem um novo ano. É necessário que façamos isso. Determinar objetivos claros. Traçar os caminhos para alcança-los. Definir prioridades. Alocar recursos. Fazer tudo o que está ao nosso alcance para chegarmos lá.

Contudo, ao planejarmos nosso novo ano devemos ter em mente, de forma clara, quatro certezas para 2015: A imprevisibilidade do futuro; a fugacidade da vida; a instabilidade das coisas; e a vontade de Deus.

Compartilhe
Sexta, 26 Dezembro 2014 09:16

Mensagem de Ano Novo

mensagem-ano-novo-2015

Vai findando-se mais um ano. Um tempo que escreveremos em nossas vidas, memórias e histórias. Um tempo que já vemos como passado muito recente, mas passado. Não diremos exatamente “adeus ano velho”, pois ele já é parte integrante de nossas vidas.

Ano que se finda, não põe termo aos nossos projetos, sonhos e esperanças. Pelo contrário, ele aviva em nós a preciosa lembrança que estamos a caminho. E que ainda não terminou e, a rigor, nunca terminará até o fim de nossa existência. Seguimos apesar do calendário.

O ano novo, não a festa, mas o tempo contínuo será um prolongamento do que o antecedeu. Tempo para realizar, não as promessas vazias ou os alvos propostos feitos na virada do ano, mas o projeto único que é a nossa existência.

Quem tem um propósito na vida, tem uma direção. E em direção a esse objetivo nós direcionamos todos os anos, velhos e novos. A cada dia vivenciamos um passo rumo ao propósito final de nossas vidas: a construção do Reino de Deus. Faça da sua vida um único projeto e não precisará mais fazer promessas de Ano Novo.

Compartilhe
Quarta, 24 Dezembro 2014 07:47

Mensagem de Natal

Mensagem de Natal - Reverendo Cristofani

O som dos carrilhões anuncia feliz, a Boa Nova. Os sinos dobram com alegria, proclamando a boa notícia. Em toda a vizinhança se faz ouvir os coros de júbilo. E ao derredor ressoam belas canções de louvor.

E lá, bem ao longe, numa pequena vila, nasce o Menino. Envolto em panos ele repousa tranquilo sob o teto do casebre. Animais o olham com curiosidade. Os pastores sussurram glórias celestiais. Maria e José são puro sorriso. E distante os magos seguem a estrela guia.

Há um clarão de luz divinal sobre a manjedoura. As estrelas no firmamento escuro parecem apontar todas para aquele humilde lugar. E o céu se enche de claridade estelar e de um lume de anjos. E a noite se torna brilhante como nunca antes. E toda Belém, de alguma forma, sabe que é uma noite especial.

E aqui, da janela de um mundo em trevas, a humanidade contempla toda a luz que se esparge. O mundo espera esses raios de luz a penetrar toda escuridão. E deseja solícito que essa luz ilumine toda a obscuridade na qual jaz imerso. E guie vidas que tateiam na obscuridade.

Jorre sobre todos, portanto, ao som dos carrilhões e sinos, o brilho de Jesus, o Cristo. E se faça Natal de luzes no coração dos homens. E derrame claridade sobre os olhos da humanidade. Então, todos nos lembremos do verdadeiro sentido do Natal.

Compartilhe
Sexta, 19 Dezembro 2014 15:12

Palavra do Advento - 4º Domingo

ArtigoTempoAdventoRosaNa primeira semana do Advento nos preparamos com fé, como Abraão para recebermos o visitante ilustre: Jesus. Na segunda semana do Advento saímos, como João Batista, anunciando a chegada do Senhor. Na terceira semana, como Davi, fizemos coros de alegria para celebrarmos a vinda do grande Rei.

Neste domingo iniciamos a quarta semana do Advento. Esta é semana do acolhimento. Como os profetas do Antigo Testamento, esperamos para o Messias prometido. E Ele já está às portas. Veio como criança, encarnado. Agora vem de forma triunfante.

É a mais bela e alvissareira das notícias que a humanidade jamais recebeu. Boa Nova de salvação. Alegria para os povos. Libertação para os cativos. Vista para os cegos. Saúde para os doentes. E perdão para todos nós.

Em tempos de Advento nós acolhemos o Salvador, Senhor de toda a Terra. Enviado de Deus. Eis o Messias anunciado, esperado e crido. Veio para todos aqueles que alimentam, em seus corações, a esperança. Emanuel, o Deus conosco. E assim permanecerá eternamente.

Compartilhe
Sexta, 12 Dezembro 2014 15:12

Palavra do Advento - 3º Domingo

ArtigoTempoAdventoVerdeA casa está preparada. Os convites foram distribuídos. Agora é hora de alegria. Por isso este 3º Domingo do Advento se chama Gaudete – Alegrai-vos! É dia de grande alegria pela vinda do Senhor, o convidado mais que especial. Badalem os sinos, toquem as harpas. Aclamem todos os coros do Universo.

Somos conclamados pelo apóstolo a Alegrai-vos sempre no Senhor. De novo eu vos digo: alegrai-vos! O Senhor está perto. (Filipenses 4.4 e 5). Com júbilo entoamos as canções de louvor. Celebramos com os coros celestiais a vinda do Senhor ressurreto.

Hoje é dia de nos juntarmos ao grande Rei Davi, homem segundo o coração de Deus. E com ele cantar os mais belos hinos de alegria. É momento de levantarmos nossas mão e glorificarmos aquele que vem em nome do Senhor.

Como povo de Deus nós nutrimos a alegria em nossos corações. Conservamos em nossa mente a singela satisfação de acolhimento. E ao exaltarmos o grande Rei que vem, espalhamos a alegria da vinda de Jesus. Por isso, outra vez vos digo: Gaudete – Alegrai-vos no Senhor.

Compartilhe
As Parábolas de Jesus
RECEBA ESTE E-BOOK GRÁTIS


Digite o seu nome e o seu email abaixo para receber este incrível e-book sobre as Parábolas de Jesus.